HISTÓRIA DO BRASIL
ESCOLHA UM TÍTULO

17.04 O GOLPE DA MAIORIDADE

17.04 O GOLPE DA MAIORIDADE

A situação tensa do país levou os setores conservadores da Regência a criarem uma estratégia que proporcionasse a paz no território nacional. Padre Diogo Feijó fora isolado politicamente quando tentou, mais uma vez, um golpe contra José Bonifácio. Os antigos restauradores uniram-se à ala moderada, tendo em vista a morte de D. Pedro I em 1836, juntos formando os regressistas. Esse grupo se opunha às concessões feitas pelo Ato Adicional de 1834 e pelo governo de Feijó.

Feijó renunciou à Regência Una e no ano seguinte foi eleito pela Assembleia Araújo Lima. Paulatinamente, todas as conquistas liberais do Ato Adicional de 1834 foram sendo derrubadas, até que em 1840 veio o Golpe da Maioridade. Uma reforma política rápida permitiu ao imperador assumir o poder do país aos 16 anos e um ajuste em sua certidão de nascimento o deixou um ano mais velho. Era o fim da Regência e o início do Segundo Reinado.