HISTÓRIA DO BRASIL
ESCOLHA UM TÍTULO

18. SEGUNDO REINADO

18. SEGUNDO REINADO

D. Pedro II assumiu o governo do Brasil em 1840 e só deixou com o golpe militar republicano em 1889, sendo assim a figura a ocupar por mais tempo o comando do Brasil. Assumiu um país conturbado, que ainda vivia a Revolução Farroupilha.

Em outubro de 1840 foram feitas eleições para a composição do Gabinete do Imperador, mas os liberais, indignados com o golpe da maioridade, resolveram fraudar as eleições, sumindo com urnas e surrando quem votasse nos conservadores, responsáveis pelo golpe. Esse episódio ficou conhecido como Eleições do Cacete. Os liberais venceram e os conservadores reuniram-se frustrados na fazenda do Visconde de Itaboraí que ficava em Saquarema, cidade fluminense. A partir de então, os conservadores passaram a ser apelidados de Saquaremas.

Os liberais venceram, mas não levaram. Um recurso junto ao imperador obrigou a revisão do resultado. Em 1842, ainda engasgados com a sequência de derrotas, os liberais organizaram no interior de Minas Gerais uma resistência aos conservadores, mas foram militarmente derrotados pelo agora Duque de Caxias na cidade de Santa Luzia, proporcionando então o apelido dos liberais – Luzias.

Enquanto os Conservadores eram compostos por membros das elites sociais, burocratas, militares, fazendeiros, os Liberais tinham ao seu lado comerciantes, profissionais liberais, eram mais envolvidos com o comércio interno. Na prática, porém, os dois grupos tinham profundas semelhanças ideológicas, afinal, defendiam a manutenção da Hierarquia Social e, com raras exceções entre os liberais, defendiam a manutenção da escravidão. Entre 1853 e 1861 os dois grupos resolveram criar um gabinete de conciliação.