HISTÓRIA DO BRASIL
ESCOLHA UM TÍTULO

22.4 ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA

22.4 ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA

Em 1935 fora fundado a Aliança Nacional Libertadora (ANL), movimento de viés socialista e que também desejava chegar ao poder. Tinha como líder Luís Carlos Prestes, que se recolhera à Bolívia após a longa marcha empregada após a Revolução tenentista de 1924.

Assim como Plínio Salgado, Prestes também queria o poder do Brasil. Mais articulado, foi para a URSS e trouxe de lá uma companheira que o ajudaria a montar um golpe de Estado – Olga Benário. Prestes fez um cálculo errado ao acreditar que o Brasil estaria pronto para um golpe comunista. Apesar de seu partido contar com 80 mil membros, sugerir uma Revolução operária era até infantil.

No início de 1935 Prestes deu o sinal verde para que comunistas espalhados por todo o país tomassem os quartéis generais de cada cidade e em seguida tomassem as municipalidades. Em Natal houve confronto, mas rapidamente Vargas tomou controle da situação. Olga foi deportada para a Alemanha, onde, depois de parir a filha de Prestes, foi morta numa câmara de gás, e Prestes foi preso e condenado em 1936. Ficaria preso até 1945. A tentativa de Golpe ficou conhecida como Intentona Comunista e seus efeitos foram catastróficos. Vargas usaria todo o pânico criado pela possibilidade de ascensão comunista para concentrar poderes.